Reflexão – Conversa no útero

No útero de uma mãe havia dois bebês, um perguntou ao outro:
“Você acredita em vida após o parto?” O outro respondeu “por que, claro, deve haver algo após o parto. Talvez nós estejamos aqui para nos preparar para o que seremos depois.”.
“Loucura” disse o primeiro “não existe vida depois do parto. Que tipo de vida seria?”
O segundo disse, “eu não sei, mas vai haver mais luz que aqui. Talvez nós vamos andar com nossas próprias pernas e comer com nossas próprias bocas. Talvez nós teremos outros sentidos que não somos capazes de entender agora.
O primeiro respondeu, “isso é um absurdo! Caminhar é impossível! E comer com nossas próprias bocas? Ridículo! O cordão umbilical nos supre de todas as nossas necessidades, mas é muito curto, portanto a vida após o parto é logicamente uma possibilidade excluída”
O segundo insistiu “bom, eu acho que há algo e que talvez seja diferente de como é aqui. Talvez não precisemos mais desse cordão umbilical.”
O primeiro respondeu “Loucura. E mais, se realmente existe vida lá, por que ninguém nunca retornou? O parto é o fim da vida e após o parto não há nada além de escuridão, silêncio e esquecimento. Não nos leva a lugar algum.”
“Bom, eu não sei” disse o segundo “mas com certeza vamos conhecer a Mãe e ela vai cuidar de nós”.
O primeiro respondeu “Mãe? Você realmente acredita em Mãe? Isto é ridículo. Se Ela existe, onde Ela está agora?”
O segundo disse “Ela está ao nosso redor. Nos somos envoltos por ela. Nós somos Dela. É Nela que vivemos. Sem Ela esse mundo não iria e não poderia existir”
O primeiro disse “Bom, eu não vejo Ela então nada é mais lógico do que a sua inexistência” ao que o segundo respondeu, “às vezes, quando você está em silêncio e se concentra, você pode realmente escutá-la e perceber sua presença e ouvir sua voz amorosa nos chamando do alto”.

Te amo!

  • Compartilhe:
  • Pin It