Problemas existentes no cheque especial

redimensiona

“Problemas existentes no cheque especial”

O grande problema enfrentado pelas pessoas que possuem este serviço na sua corrente é a prática efetiva pelos bancos de cobrar juros sobre juros sobre o saldo devedor. Correntistas de todo o país, por necessidade ou por falta de planejamento, passam a utilizar o seu limite de cheque especial como se fosse parte de seus rendimentos.

Sabendo desta realidade, os bancos cobram valores astronômicos por este crédito disponibilizado, aplicando taxas de juros que fogem à realidade econômica brasileira.

Mais uma vez, temos a formação de uma “bola de neve”, pois a dívida não para de aumentar, transformando os correntistas em verdadeiros reféns das dívidas, comprometendo seus salários e prejudicando o sustendo da família.

Há muitos casos de pessoas que perdem seus bens, inclusive a própria residência, no pagamento de dívidas que com o tempo vão se tornando impagáveis.

“Como o consumidor pode agir em sua defesa para combater os abusos ocorridos nestes contratos?”

O consumidor, se quiser combater os abusos praticados pelas instituições financeiras, deve buscar a ajuda de um advogado especializado em contratos bancários.

Este profissional, após examinar o caso, ingressará uma ação revisional para obter a limitação da taxa de juros cobrada a patamares econômicos e socialmente aceitáveis frente a taxa média de mercado (SELIC). Assim poderá haver a redução, a quitação ou até mesmo devolução de valores pagos pela dívida, quando for provado que eram excessivos.

Outra medida importante tomada por este profissional é o pedido feito à Justiça para impedir a instituição financeira de inscrever o nome do consumidor no SPC, SERASA e outros órgãos de restrição ao crédito enquanto a ação estiver sendo discutida na Justiça.

Fonte: www.asseprevrs.com.br/

Se você tem dívidas em relação a cheque especial, cartão de crédito ou financiamento, consulte gratuitamente a Asseprev e tenha a redução de sua dívida em 50%.
Ligue : 0800 606 16 16

  • Compartilhe:
  • Pin It