O Pecado e a Ansiedade

Anos atrás, uma revista semanal brasileira trouxe na capa a óbvia declaração de uma cartomante sobre um famoso apresentador de televisão que foi consultá-la: “ele tem tudo, mas é infeliz”. Mais recentemente, a mesma revista deu destaque à declaração de uma atriz, tida por muitos como a mais bonita do Brasil: “ela chora de solidão”. É incrível, mas há pessoas que acreditam que alcançarão a felicidade quando tiverem dinheiro, fama, sucesso e futuro garantido.
A felicidade é a experiência interior de tranqüilidade e de segurança inabalável, de paz permanente e não pode ser alcançada enquanto não se resolverem dois problemas que aniquilam e esmagam o homem: o pecado e a ansiedade. A ansiedade é reconhecida, por cristãos e não cristãos, como um dos mais graves males deste século, e rende seminários, palestras, livros e milhões de dólares para a indústria farmacêutica devido à venda de antidepressivos. O pecado, no entanto, é ignorado, tanto por cristãos como por não cristãos.
Alguns líderes cristãos dizem que nada pode ser mais devastador para o avanço do evangelho do que a insistência em que as pessoas reconheçam que são pecadoras. Isso é a negação absoluta da mais simples e direta mensagem evangelística, proclamada pelo próprio Cristo: “Arrependei-vos!” (Mateus 4:17).
Ninguém jamais poderá ser feliz e gozar da plena paz com Deus sem arrepender-se de seus pecados. Sem reconhecer que é pecador, sem reconhecer sua completa incapacidade de se autosustentar física e emocionalmente, sem reconhecer sua absoluta necessidade de Deus, ninguém será feliz.
Os não-cristãos precisam saber, não apenas que Jesus os ama, mas principalmente que precisam de um Salvador. Os cristãos precisam voltar à saudável prática da confissão de pecados e do arrependimento. Sem isso, não existe comunhão com Deus. Este é o primeiro passo a ser dado em busca da felicidade.
E a ansiedade? Depois de consertar nossa relação normal e livre com Deus, por meio do arrependimento e da confissão dos pecados, estaremos caminhando para a libertação da ansiedade, pois sentiremos o apoio real de Cristo Jesus!

Sérgio Alves.
servosa@hotmail.com

  • Compartilhe:
  • Pin It