Doenças de Inverno

crianca gripwe

Que o inverno é uma estação charmosa e aconchegante nós já sabemos, mas, além disso, precisamos ficar atentos às doenças que podem chegar junto com ele.
Nesta época do ano, vírus e bactérias aproveitam o acúmulo de pessoas em locais fechados para se espalhar com mais facilidade. “O sistema respiratório é o principal alvo desses vilões. Por isso, gripes, resfriados, otites, sinusites e bronquites são as doenças mais frequentes”, diz, Cláudio Rufino, clínico geral da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).
Para fugir dessas doenças é necessário reforçar o sistema imunológico – responsável pela defesa do organismo contra vírus e bactérias. Alimentação adequada, hidratação, prática de atividade física e uma boa noite de sono são as recomendações do clínico geral para fortalecer o corpo. Também é válido evitar o consumo de bebidas alcoólicas e de cigarro.

Ao perceber os sintomas de cada patologia é indicado procurar ajuda médica. Quanto mais rápido for diagnosticada a doença, menores serão as complicações.

Dicas para evitar as doenças comuns no inverno:

1- Evite locais fechados e aglomerações: se não for possível, deixe uma janela aberta para ventilação.

2- Mantenha a imunidade do corpo alta: para isso, é recomendável dormir e comer bem e evitar o consumo de bebidas alcoólicas.

3- Para os alérgicos: é recomendável manter a higiene doméstica para evitar o acúmulo de poeira. Também substitua o uso de cobertores que soltam pelos por mantas de tecido sintético ou algodão.

4- Vacina contra o vírus da influenza: é indicada para idosos, já que minimiza a exposição do organismo ao vírus. Esta é a época do ano ideal para tomar a vacina devido à proximidade do inverno.

Atuação dos vírus no corpo

Na medida em que uma pessoa respira pela boca – principal porta de entrada do vírus da gripe no organismo – ela está suscetível a contrair a doença.

Ao entrar pela boca, o vírus segue para a laringe e entra em contato com as células, permitindo sua multiplicação. Ao perceber a presença desse corpo estranho, o organismo entra em um mecanismo de defesa. Para se proteger, o corpo desencadeia um processo inflamatório, o que pode resultar no aumento da temperatura, tosse e coriza.

Doenças que chegam com o inverno

Inflamatórias – Resposta do organismo a uma lesão celular ou nos órgãos

Amidalite: inflamação nas amídalas

Sintomas: dor de garganta, febre, inchaço no pescoço e mau hálito.

Tratamento: uso de anti-inflamatórios.

Prevenção: evitar mudanças de temperatura

Asma: inflamação do pulmão e das vias aéreas

Sintomas: chiados no peito, tosse e falta de ar.

Tratamento: uso de broncodilatador.

Prevenção: eliminar a poeira doméstica.

Bronquite: inflamação nos brônquios.

Sintomas: tosse seca com chiado e eliminação de catarro, dor no peito, cansaço e febre.

Tratamento: vaporizadores, analgésicos, descongestionantes nasais e hidratação.

Prevenção: evitar cigarros.

Otite: infecção no ouvido

Sintomas: dor de ouvido e febre.

Tratamento: uso de antibióticos e analgésicos.

Prevenção: manter limpar as vias aéreas.

Rinite: inflamação ou irritação da mucosa do nariz.

Sintomas: coriza, espirros e coceira no nariz.

Tratamento: medicamentos e vacinas anti-alérgicas.

Prevenção: deixar o ambiente limpo.

Sinusite: inflamação nos seios da face

Sintomas: dor de cabeça e nariz entupido.

Tratamento: uso de medicamentos.

Prevenção: na presença de coriza, usar descongestionante nasal.

Virais – Ocasionadas por vírus que se instalam no organismo humano.

Gripe: infecção causada pelo vírus influenza. Pode resultar no entupimento das vias áereas.

Sintomas: inflamação na garganta, dor muscular, dor de cabeça, febre alta, calafrios, fraqueza, tosse seca, espirros e coriza.

Tratamento: hidratação, repouso e uso de medicamentos antitérmicos, analgésicos e descongestionantes nasais.

Prevenção: lavar bem as mãos e o nariz e evitar aglomerações.

Resfriado: semelhante à gripe, mas de menor intensidade.

Sintomas: espirros, tosse, dor de garganta, dor muscular, secreção nasal intensa, dor de cabeça e febre baixa.

Tratamento: não há remédio específico para o tratamento. O repouso é a melhor solução.

Prevenção: lavar bem as mãos e o nariz.

  • Compartilhe:
  • Pin It