Saiba mais sobre os cartões de crédito

shutterstock_292517651

“O que é o Cartão de Crédito?”

O cartão de crédito é uma verdadeira ferramenta de facilitação do crédito, já que permite aos seus usuários que adquiram bens e serviços sem uso de dinheiro ou cheque, com pagamento à vista, ou parcelado, garantido por uma empresa chamada de Administradora de Cartões de Crédito, que autoriza o seu uso até um determinado limite de valor.

A pessoa que tem o cartão de crédito não necessita carregar dinheiro vivo, estando protegida, até certo ponto, de roubos, por exemplo. Já os comerciantes, quando aceitam o pagamento de seus produtos ou serviços com o cartão, evitam o recebimento em cheques, que podem estar sem fundos, tendo assim, garantia no recebimento do valor.

Porém, o consumidor deve estar atento as taxas de juros e demais encargos cobrados pela Administradora do seu cartão em caso de atraso no pagamento, os quais normalmente são muito elevados, chegando, em alguns casos, a mais de 16% ao mês.

O melhor cliente do cartão de crédito não é aquele que paga em dia, pois este paga somente o valor realmente devido, mas sim aquele que atrasa e não consegue pagar o valor total devido, pagando somente o valor “mínimo” da fatura.

Este sim é o cliente que enriquece as Administradoras de Cartões de Crédito!

Nestes casos, quando o consumidor atrasa ou começa a pagar somente o valor “mínimo” cria a chamada “bola de neve”, pois acontece a “rolagem” da dívida, sendo cobrados sobre o saldo devedor os elevados juros, multas e outros “encargos contratuais”, o que faz a dívida aumentar incrivelmente e após alguns meses torna a dívida completamente impagável, acabando por comprometer o salário do usuário comprometendo, inclusive, a sua subsistência e de sua família,

e muitas vezes seus bens, que têm que ser vendidos para pagar as dívidas.

Comum também ocorrer o chamado “circulo vicioso” pois o consumidor acaba por tirar outros empréstimos com Financeiras para tentar saldar a dívida do cartão de crédito, sem notar que os juros cobrados muitas vezes são iguais ou superiores ao do cartão, acabando por ficar mais endividado do que estava.

É a “ciranda” das Instituições Financeiras, na qual, indiretamente, uma empurra o consumidor para a outra.

“A origem do Cartão de Crédito”

Em 1950, um grupo de executivos financeiros de Nova York saiu para jantar e esqueceu de levar dinheiro e talão de cheque. Frank MacNamara e seus convidados entraram num restaurante. Entre uma conversa e outra, terminaram o jantar e a conta foi apresentada. Só então o grupo percebeu que estava sem dinheiro ou talão de cheques. Depois de alguma discussão, o dono do restaurante concordou em deixar MacNamara pagar a conta outro dia, mediante a assinatura na nota de despesas. A partir desse episódio, MacNamara concebeu a idéia do cartão de crédito. Em 28 de fevereiro de 1950, o primeiro cartão multiuso foi emitido, o Diners Club Card, aceito em lugar de dinheiro ou cheque em 27 restaurantes. Duzentas pessoas, a maioria amigos de MacNamara, tiveram um naquele primeiro ano.

A expansão no Brasil

O primeiro cartão de crédito no Brasil surgiu em 1956, pelas mãos do empresário Habus Tauber, que havia adquirido, nos Estados Unidos, a franquia do Diners Club. Hoje há cerca de 47,5 milhões de cartões de crédito no mercado nacional. O número dobrou em relação ao registrado em 1999, com um crescimento entre 14% e 26% ao ano desde então. O maior crescimento se deu a partir de 1994, com a estabilidade econômica obtida a partir do Plano Real. Levantamento da Credicard indica que o Brasil já é o oitavo emissor de cartões de crédito do mundo e o maior da América Latina.

Fonte: www.asseprevrs.com.br/

Se você tem dívidas em relação a cheque especial, cartão de crédito ou financiamento, consulte gratuitamente a Asseprev e tenha a redução de sua dívida em 50%.
Ligue : 0800 606 16 16

  • Compartilhe:
  • Pin It