Autorrecompensa, um dos truques para evitar a procrastinação

2331716-9066-rec

Deixar as resoluções para última hora e enrolar para começar algum trabalho — a famosa procrastinação — não é apenas improdutivo: também é fator que aumenta os níveis de ansiedade, além de passar uma imagem profissional ruim. O alerta foi feito por Deb Wheatman, presidente da consultoria Careers Done Write, ao site Daily Worth. Segundo a especialista, a procrastinação pode limitar o desenvolvimento de uma carreira, especialmente se o profissional não conseguir terminar suas tarefas no prazo estipulado.
Mas, se for esse o seu caso, não se aflija: segundo a psicóloga Holly L. Kaiser é possível mudar esse padrão de comportamento. Principalmente se for identificado aquilo que desperta a vontade de procrastinar:
— Precisamos identificar o que é prazeroso no ato da procrastinação, afinal, ninguém repete um comportamento sem ter benefícios. Se é a adrenalina de entregar o trabalho perto do prazo, por exemplo. Quando sabemos o que nos leva a procrastinar, podemos repensar no padrão e mudá-lo.
Ou seja, é importante se perguntar, segundo a especialista, os motivos pelos quais o comportamento continua existindo, mesmo prejudicando o desempenho profissional. Confira aqui mais oito dicas para acabar com a procrastinação e melhorar seu padrão de trabalho, sem ansiedade e estresse.
1. Reestruturação de tarefas. Muitas vezes sabemos exatamente o que precisamos fazer, mas não conseguimos realizar as atividades simplesmente porque estamos sobrecarregados. A idéia é dividir as tarefas em categorias, espalhadas ao longo de vários dias ou organizados por data. A nova organização das tarefas evita o que a mediadora Yvette Green chama de “paralisia da análise”.
2. Preparação. Se você pretende passar a manhã inteira escrevendo um relatório, por exemplo, prepare todo o material na noite anterior e prepare o café dez minutos antes do início do trabalho. A idéia é gastar pouco tempo com a arrumação do trabalho e não desanimar na hora de se concentrar.
3. Definindo horários. A partir do momento em que você se sente preparado para começar um trabalho, determine um horário específico para começá-lo e estabeleça um deadline para terminar, de acordo com Holly Parker, especialista em psicopatologia na Universidade de Harvard:
— Se você não conseguir terminar dentro do intervalo de tempo determinado, por exemplo, três horas para entregar um relatório, agende mais um bloco de três horas.
Colocar um alarme, segundo a especialista, pode ser produtivo para quem não consegue se manter dentro do tempo estabelecido.
4. Rituais. Se a tarefa for muito longa, divida em pequenas partes a serem feitas todos os dias. Dessa forma, é possível criar um ritual diário de trabalho. Com o tempo, será possível aumentar o tempo dedicado a cada parte e os grandes projetos serão resolvidos sem estresse.
5. Interrupção de até 15 minutos. Os procrastinadores costumam usar qualquer interrupção ou acontecimento como desculpa para parar de fazer aquilo que deveriam estar fazendo e começar outra coisa. De acordo com Anne Grady, autora do livro “52 estratégias para a vida, amor e trabalho”, cada interrupção costuma durar de 10 a 15 minutos. Um dos vilões são as redes sociais.
6. Tarefa pronta como alívio. Ao invés de imaginar apenas o que é preciso ser feito, tente visualizar o trabalho já em suas mãos, pronto. A idéia é pensar na tarefa como um alívio e não apenas um problema. Segundo a autora Holly Stokes, o exercício também estimula o cérebro a organizar os passos de forma menos penosa.
7. Pedindo ajuda. Amigos, familiares e colegas de trabalho podem contribuir para manter procrastinadores ativos.
— Diga a alguém o que pretende fazer e peça para pessoa checar um tempo depois se a atividade foi feita. A atividade pode ser estimulante, assim como, por exemplo, ter um colega de academia pode ajudar na prática mais frequente de exercícios — afirma a coach Nadine de Zoeten.
8. Autorrecompensa. Uma boa recompensa pode ser um grande motivador para que você consiga terminar uma tarefa. De um pote de sorvete a até mesmo um produto eletrônico, não importa! A idéia é se motivar o suficiente para que consiga alcançar os objetivos com menos ansiedade e estresse!

Fonte: O Globo

  • Compartilhe:
  • Pin It